Como planejar softwares inteligentes e Proativos

Como planejar softwares inteligentes e Proativos

Confira a entrevista com o especialista Paulo Rico, que atua em desenvolvimento de softwares desde seus 13 anos de idade. Já trabalhou com soluções ERP e diferentes produtos digitais, e empreende como Fundador e CTO hands-on da empresa Tech Seller Devio, construída para transformar a vida de pessoas e empresas com tecnologia.

 

Um novo olhar para o desenvolvimento de softwares e sua capacidade de geração de valor

Para Paulo, o que conta bastante para desenvolver um bom trabalho é atuar com paixão, buscando a excelência e o aprendizado contínuos. Em sua trajetória, sempre focou-se em aperfeiçoar o trabalho desempenhado e encontrou na proposta de construção de softwares inteligentes e proativos um caminho diferencial de entrega de valor para seus clientes.

Em sua proposta, nos processos de desenvolvimento de tecnologias deve-se buscar o que as empresas contratantes realmente precisam como resultado de fato: gerar vendas, gerar produtividade, gerar retornos sobre os investimentos dos gestores e empreendedores. Os investimentos dos clientes muitas vezes representam seus sonhos, e focar na entrega de valor do processo de desenvolvimento é importante para conquistar, de fato, esses sonhos.

Paulo comenta que vê em empresas de grande porte grandes estruturas de pessoal montadas para a análise de indicadores e tomada de decisão que otimizam resultados. Porém, essa capacidade pode ser distribuída e democratizada a empresas menores com investimentos mais modestos a partir de sistemas capazes de prover informações aos gestores de forma inteligente e proativa.

 

Definições e exemplos de softwares inteligentes e proativos

A proposta é que se tenham, nos softwares, recursos que habilitem a otimização de resultados dos negócios por meio dos próprios sistemas:

Softwares inteligentes:

O conceito aplica-se ao pensamento, em tempo de desenvolvimento, sobre o uso dos dados que são captados pelos sistemas, de forma a habilitar que se extraia deles informações para auxiliar a tomada de decisão e a obtenção de insights de valor aos negócios. É um olhar para geração de KPIs, de relatórios de acompanhamento periódico, de transparência e clareza sobre a operação dos softwares.

Softwares proativos:

A partir da disponibilidade de dados e KPIs, percebe-se que nem sempre as pessoas sabem o que analisar para agir de modo a otimizar resultados. Assim, tem-se a proposta de construir softwares proativos, que por si mesmos sejam capazes de disparar alertas e notificações sobre informações e comportamentos de seus dados que sejam de maior interesse para a gestão. É uma forma de simplificar a análise e tomada de ações de melhorias.

 

Exemplos de informações que apoiam a geração de valor a partir de sistemas

Há diferentes dados e indicadores capazes de apontar caminhos de melhoria, a depender do tipo de negócio. Como exemplo, pode-se considerar:

Em sistemas ERP, que têm informações sobre histórico de vendas, pode-se considerar uma curva ABC de produto e habilitar prever que produtos têm menor giro e podem ter ações promocionais para escoarem mais, e quais têm maior demanda e requerem ciclos de recompra mais frequentes para não haver quebra de estoque.

Pode-se também pensar na rentabilidade dos produtos de modo a auxiliar gestores a otimizarem seu portfolio para que haja foco em itens de maior margem. Esses elementos podem ser apresentados aos gestores de forma proativa, facilitando a geração de valor aos negócios.

Inteligência em tempo de desenvolvimento

Ao pensar na otimização do valor dos dados a partir do desenvolvimento, evita-se retrabalho e, de fato se está gerando maior resultado com o investimento do cliente. É uma maneira de otimizar os resultados do desenvolvimento a partir de um olhar diferente desde o começo.

Com um olhar ágil, a proposta é que a cada ciclo de planejamento traga-se um olhar de otimização e um trabalho constante de busca por automatizar e ampliar a eficiência na extração de informações de valor dos sistemas.

Como desafio desse processo, está a capacidade de enxergar de antemão quais as informações mais valiosas para cada tipo de negócio, para cada processo de análise e tomada de decisões. É importante envolver o gestor cliente nas discussões sobre a evolução dos produtos para ter uma visão mais ampla sobre isso.

No entanto, nem sempre existe esse conhecimento disponível no time cliente, e Paulo traz como importante prover no time de desenvolvimento especialistas técnicos com visão de negócios para superar esse desafio, trazendo propostas inteligentes. Isso gera um ciclo positivo de maturidade em dados, de forma a permitir a incorporação dos requisitos de inteligência em fase de briefing para os times de desenvolvimento.

 

 

Diferenciais da Devio como Tech Seller de Desenvolvimento de Softwares

O maior diferencial da Devio é que o time realmente olha para os softwares como um meio para que seus clientes atinjam resultados de negócios, seja ampliação de receitas, seja redução de despesas. A Devio respeita o investimento de seus clientes de modo a ampliar o valor gerado aos negócios, disponibilizando em seus projetos informações de forma proativa e inteligente para a tomada de decisão.

O match ideal para a Devio são empresários que têm demandas de desenvolvimento por sistemas do tipo SaaS ou por sistemas para otimização de seus processos internos. Empresários com 30-50 funcionários que já operem seus negócios há 5 anos em geral trazem uma maior maturidade em gestão e podem ajudar a fazer com que o processo de desenvolvimento de suas soluções seja ainda mais pautado em dados e inteligência para otimização de valor.

 

Mapeie potenciais Tech Sellers que dão match com a sua demanda de forma gratuita em nossa plataforma.

 

 



× Como posso te ajudar?